Corpo e Dieta

Crédito: Instagram/AgNews

Treinadores das famosas ensinam a definir o corpo mais rápido

Ter um corpo definido exige foco e disciplina nos exercícios físicos. Por isso, famosas como Fernanda Souza, Isis Valverde, Giovanna Antonelli e muitas outras contam com o auxílio de um personal trainer, que indica as melhores atividades para cada caso. Mas, no geral, há alguns truques simples para definir que podem ser incluídos na rotina de qualquer pessoa. Saiba quais são e aposte:

Para conseguir a definição muscular, é preciso, primeiro, eliminar a camada de gordura. Aposte nos exercícios intervalados com séries de força.Procure um nutricionista para começar uma reeducação alimentar, que ajuda a potencializar os resultados.Substitua o descanso entre uma série e outra por abdominais variados. Assim é mais fácil deixar a barriga sequinha.Esqueça as séries convencionais, como as que indicam 10 repetições de três vezes. Estímulos variados garantem resultados mais rápidos.O pilates pode ser uma boa opção de atividade para definir, mas é preciso pelo menos duas aulas por semana e muita disciplina.Outra dica para conquistar um corpo definido são os exercícios funcionais de alta intensidade.
(foto/Thinkstock)

5 dicas para evitar a fome fora de hora de forma saudável

Manter uma alimentação regular e equilibrada é fundamental para ficar em dia com a balança e com a saúde. Por isso, aquela vontade de comer que aparecer ocasionalmente fora de hora pode ser um problema: isso acaba fazendo com que você consuma alimentos menos saudáveis e acabe ingerindo mais calorias do que o necessário durante o dia. Confira cinco hábitos que você pode adotar hoje para “enganar” a fome de forma saudável.

Crédito: Thinkstock

Como diminuir quadril largo? Resposta pode estar nos hormônios; entenda

Muitas mulheres se incomodam com os quadris largos, especialmente quando eles aumentam repentinamente, mesmo com uma alimentação balanceada para controlar o peso. Por que isso acontece? O especialista em medicina preventiva e do esporte Fabio Cardoso, de Blumenau (SC), diz que pode ser por causa dos hormônios sexuais produzidos pelo organismo ou ingeridos em medicamentos como as pílulas anticoncepcionais.

Crédito: Thinkstock

Vigilantes do Peso ensina a comer chocolate sem engordar

Páscoa é sinônimo de chocolate. E chocolate é sinônimo de muitas calorias. Por isso é difícil pensar em manter a forma nessa época do ano. Mas, com algumas substituições alimentares é possível aproveitar a festa sem culpa. Veja as dicas do Vigilantes do Peso:

Fuja das versões diet de qualquer chocolate. Para compensar a ausência de açúcar, elas têm mais gordura, prejudicando o emagrecimento. Prefira o chocolate amargo escuro, que tem maior concentração de cacau e faz bem à saúde. Mas coma com moderação.Reduzir o consumo diário de calorias faz com que "sobre espaço" para um pouco de chocolate. A conta é: menos 160 calorias em um dia equivale a um pedaço de 30 gramas de chocolate. Se a vontade é comer um ovo de Páscoa de 250 g inteiro de uma vez, economize 1300 calorias.Descubra que fruta combina com chocolate. Isso varia com o paladar de cada pessoa, pode ser pêssego, morango, laranja, kiwi, manga. Ao comer a fruta junto, você vai dar um trabalho extra ao corpo para digerir o chocolate.Quebre o ovo de Páscoa em vários pedaços pequenos, embrulhe em um papel alumínio e congele. Depois, consuma um pedaço de cada vez, como se fosse bala, deixando derreter lentamente na boca.Verifique sempre quantas calorias tem o chocolate que você irá comer e comprometa-se a fazer uma troca: a cada 60 calorias de chocolate, coma uma fruta. Só abra outra embalagem quando tiver "pagado a dívida".Se o coelhinho da Páscoa for generoso e você ganhar muitos ovos, doe e compartilhe com outras pessoas. Quanto menos à sua vista estiverem, menor será a tentação.
Crédito: Thinkstock

"Gordura do sutiã": estresse e falta de sono podem ser a causa

Sabe aquele acúmulo de gorduras na altura do sutiã? Ela nem sempre é causada pela má alimentação ou o aumento de peso. De acordo com o especialista em medicina preventiva e do esporte Fabio Cardoso, de Blumenau (SC), o estresse pode ser um dos responsáveis.

Crédito: Thinkstock

Como regular seus hormônios para eliminar gordura da barriga

Nem sempre a alimentação e os exercícios físicos são suficientes para eliminar a gordura localizada na barriga. Até mesmo quem consegue fazer dietas e perder muito peso costuma continuar com esse acúmulo. Segundo o especialista em medicina preventiva e do esporte Fabio Cardoso, de Blumenau (SC), isso pode ser culpa dos hormônios que, quando estão desregulados, impedem a perda de peso.

Crédito: Thinkstock

Seus hormônios podem te impedir de emagrecer; saiba o que fazer

Fazer dieta e praticar atividades físicas é a receita para emagrecer, certo? Nem sempre. Algumas pessoas, mesmo com uma alimentação regrada e a prática constante de exercícios não conseguem perder peso. O especialista em medicina preventiva e do esporte Fabio Cardoso, de Blumenau (SC), explica que a culpa pode ser dos hormônios.

Crédito: Thinkstock

Dormir mal impede ganho de massa muscular; entenda

Durante o sono, o organismo produz duas substâncias que ajudam a esculpir o corpo. Uma é o GH, o hormônio do crescimento, que estimula a transformação de gordura em energia. A outra é a melatonina, liberada no período noturno e essencial para o bom funcionamento do organismo.

Crédito: Thinkstock

16 alimentos energéticos que vão te tirar do sedentarismo

Abandonar o sedentarismo nem sempre é fácil. E há muitos fatores usados como desculpa, como a falta de tempo, de dinheiro. Mas, na maioria dos casos, a culpada é mesmo a falta de disposição para começar. E esse problema pode estar diretamente ligado à alimentação. 

A banana é rica em triptofano, que ajuda na formação da serotonina, responsável pelo bem-estar, bom humor e disposição. Além disso, é fonte de potássio, que quando está em falta, causa fadiga, cãibra e fraqueza muscular.O ovo já foi considerado vilão, mas estudos recentes mostram que ele é rico em proteína, colina e vitamina B12, que garantem mais energia.Açúcar mascavo, cevada em grão, quinoa, linhaça e a versão integral de alimentos como arroz e farinha de trigo, potencializam a disposição. A nutricionista explica que, como eles levam mais tempo para serem absorvidos pelo corpo durante o processo digestivo, geram mais energia para quem os consome.Vitamina B9, quando em baixa no organismo, pode causar fadiga e fraqueza. Por isso, aposte em alimentos ricos nessa vitamina, como vegetais verde escuros, feijão, leite e lentilha.Eles também garantem a manutenção dos sistemas circulatório, nervoso e imunológico e ajudam a evitar anemia. Kiwi, laranja, acerola, morango são frutas ricas em vitamina C, têm alto poder antioxidante e aumentam a absorção de ferro. A dica da nutricionista é consumi-las em sucos, vitaminas ou in natura, que é a melhor opção como lanche no dia a dia.