Mitos e verdades sobre a castração de cães e gatos

Veterinária explica quais são os benefícios de castrar o animal precocemente
Por Redação
Shutterstock
Shutterstock

Algumas pessoas ainda encaram a castração como uma mutilação ou uma agressão contra o animal, contudo a cirurgia tem diversos benefícios principalmente porque diminui os riscos de desenvolver uma série de doenças. “Nas fêmeas, quanto mais precoce for a castração menores as chances de desenvolver tumores mamários; evita ainda infecções uterinas e as crias indesejáveis. Nos machos, diminuiu os riscos de hiperplasia mamária e de câncer testicular”, alerta a veterinária Elaine Pessuto, diretora do Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária (CETAC).

Leia também

Como me certificar de que o pet shop faz um bom trabalho?

Como limpar orelha de cachorro e gato

Hora da viagem: levar o pet ou deixá-lo? Veterinária ajuda a decidir

O que é a castrar?

Nas fêmeas, tanto gatas quanto cadelas, o procedimento é chamado de ovarisalpingohisterectomia (OSH) e é feita a retirada dos ovários e do útero. “Existe risco de infecção e hemorragia, por isso deve ser feita com todo cuidado e critério, tanto cirúrgico quanto anestésico”, explica a veterinária. Já nos machos, a cirurgia, chamada de orquiectomia, é menos invasiva porque os testículos estão localizados na bolsa escrotal que é pendular e fora da cavidade.

Quando fazer a castração?

Segundo a veterinária, a castração pode ser feita em qualquer idade, mas quanto antes melhor.

Crédito: Shutterstock Crédito: Shutterstock

O que acontece com animal castrado?

Após o procedimento, o cio das fêmeas é interrompido, assim como todos os seus sinais (sangramento e a vulva edemaciada). Já nos machos, a mudança é em relação à urina. “A urina por demarcação tende a diminuiu ou desaparecer”, diz Elaine. Em ambos os sexos a agressividade pode diminuir.

Mitos

Muitos donos ainda acreditam que depois da castração o animal vai ficar bobão, mas a veterinária garante que não. “Ele vai continuar correndo, brincando e será ativo desde que estimulado sempre, lógico que aquele cão que corria na rua atrás da fêmea, não mais vai correr, mas vai continuar correndo atrás da bolinha”, explica.  Outro mito apontado por Elaine é de que as fêmeas precisam de pelo menos uma cria para evitar problemas de saúde. “Essa máxima já foi derrubada de acordo com as pesquisas mais recentes, sabe-se que o que impede problemas é a castração precoce, antes do primeiro cio”, alerta.

Benefícios da castração

- Reduz o risco de tumores de mama e próstata

- Elimina a gravidez psicológica (pseudociese) nas fêmeas

- Elimina o risco de uma piometra (doença uterina apresentada após o cio - ocorre em cerca de 60% das fêmeas não castradas)

- Nos gatos há a diminuição do hábito de urinar nos objetos da casa para demarcar território;

- Evita gravidez indesejada, não ocorre mais o cio nem o sangramento nas fêmeas

- Animais se tornam mais saudáveis e sua expectativa de vida aumenta, pois há menor chance de doenças reprodutivas

Matérias Recomendadas