Aprenda a comprar e guardar os alimentos

Veja como e por quê não é somente a validade dos produtos que deve ser observada, mas também a procedência, o armazenamento, o manuseio e o uso de agrotóxicos  Da Redação   As fontes de contaminação dos alimentos podem ser variadas: água, solo, condições de higiene precárias, tanto dos locais de armazenamento como dos manipuladores. Os principais perigos [...]
Por Redação

Veja como e por quê não é somente a validade dos produtos que deve ser observada, mas também a procedência, o armazenamento, o manuseio e o uso de agrotóxicos 

Da Redação

 

As fontes de contaminação dos alimentos podem ser variadas: água, solo, condições de higiene precárias, tanto dos locais de armazenamento como dos manipuladores. Os principais perigos de se ingerir um produto contaminado são as complicações que ele pode trazer, as chamadas intoxicações, infecções e toxiinfecções alimentares. "Essas doenças surgem, na maioria das vezes, por falta de asseio, manutenção ruim ou armazenamento inapropriado", orienta Carolina Leipner, gerente de qualidade e segurança de alimentos dos Supermercados Mambo, de São Paulo (SP), que dá dicas sobre como adquiri-los e preservá-los no supermercado e na sua casa.

De acordo com ela, ao fazer as compras, o consumidor deve deixar os produtos perecíveis por último. Isso porque não se pode demorar muito tempo entre a aquisição e a colocação na geladeira. No caso das verduras, a durabilidade, num percurso de carro em dias normais, é de cerca de 30 minutos. Porém, se for um dia quente, as hortaliças podem murchar. Para quem vai viajar é necessário acondicionar os alimentos em isopor com gelo.

 

Nunca se esqueça de...

1 Conferir o prazo de validade de todos os alimentos;

2 Analisar as condições das embalagens;

3 Observar se as latas estão amassadas, com ferrugens ou estufadas;

4 Verificar se os alimentos in natura estão frescos, com aparência adequada, sem depressões na superfície, com a cor específica, textura, brilho, odor etc.

Vegetais e animais

Ao adquirir essa categoria de produtos é importante observar se o estabelecimento possui uma tábua de corte exclusiva para os de origem vegetal e outra para os de origem animal. Isso evita a contaminação, principalmente entre frango e carne, alimentos cozidos e crus, onde pode surgir uma contaminação cruzada, ou seja, os microorganismos do frango são diferentes dos da carne. Se cruzarem, certamente o produto vai contaminar e perecer mais rápido. Caso não tenha objetos separados, tanto a faca quanto a tábua devem ser lavadas com bactericidas como, por exemplo, detergente clorado.

 

Frutas

 

Todas as que forem consumidas com casca devem ser higienizadas com água corrente e, depois, deixadas em solução clorada por 10 a 15 minutos, (dependendo do produto). Elas também podem ser lavadas com escovinha específica. A maçã deve ficar de molho no cloro; já a melancia só precisa ser lavada com água antes de ser cortada. Frutas descascadas: basta lavar em água corrente, passar a escovinha e comer.

 

Laticínios

 

No caso dos frios, preste atenção à aparência: cor, integridade da embalagem, sabor (caso seja fatiado na hora). "Veja se a geladeira ou freezer estão na temperatura correta de conservação dos produtos", explica Carolina. Segundo ela, os alimentos refrigerados devem ser conservados em temperatura até 4ºC e os congelados a menos de 18ºC.

Os procedimentos de compra e armazenamento dos laticínios são iguais aos da carne: exigem refrigeração, higiene dos utensílios, do manipulador e dos equipamentos em contato com eles.

 

Atenção ao chegar em casa

Na hora de guardar as compras é importante tomar alguns cuidados para evitar contaminação e deterioração dos produtos. Alimentos congelados devem ser levados à outra embalagem, limpa e com identificação adequada (nome e data de validade). Armazene-os como indicado na embalagem ou seguindo as orientações abaixo:

* Uma boa refrigeração é essencial. É necessário checar a temperatura da geladeira e permitir que o ar circule nela. Para isso, basta deixar espaço entre os produtos e não usar toalhas nem plásticos sobre as grades;

* Os alimentos com data de validade mais próxima devem estar na frente daqueles com prazo maior;

* Não armazene alimentos crus junto com aqueles já prontos para o consumo;

* Após o aquecimento, mantenha-os em temperaturas que não favoreçam a multiplicação das bactérias. No mínimo 65ºC por, no máximo, 6 horas;

* Os produtos frescos como laticínios, carnes, ovos, verduras, frutas etc., devem ser levados à geladeira imediatamente após as compras. Já os enlatados, cereais e grãos devem ser guardados num armário seco e em temperatura ambiente, ou na despensa, é claro. O calor e a umidade atrapalham a boa conservação;

* As sobras de refeições devem ser armazenadas em potes com tampas herméticas e levadas imediatamente à geladeira;

* Mantenha os alimentos, inclusive enlatados, longe de outros que exalem odores fortes, como materiais de limpeza;

 

Matérias Recomendadas