Bem-Estar

Crédito: Thinkstock

Gastrite nervosa tem cura? Veja sintomas e tratamento

Estresse, refeições rápidas, comidas gordurosas e ácidas, muito tempo sem se alimentar, algumas doses de café e, eventualmente, bebidas alcoólicas e/ou cigarro. Esses fatores são as principais causas da gastrite nervosa. “Conhecida entre os médicos como gastrite funcional, a gastrite nervosa é uma espécie de irritação estomacal causada por estresse, má alimentação, álcool e tabagismo", afirma o gastroenterologista André Ibrahim David, da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

(Thinkstock)

Olheiras pioram no frio. Entenda e saiba contornar o problema

A olheira é um problema constante na vida de muitas mulheres e pode ser motivada por noites mal dormidas, exposição solar, gravidez, envelhecimento cutâneo e tabagismo. Outra razão, que pouca gente sabe, é que o tempo frio pode agravar olheiras

(Thinkstock)

Como ser bem-humorada todos os dias com 5 dicas infalíveis

A rotina estressante e as inúmeras tarefas que devem ser cumpridas todos os dias faz com que muitas pessoas fiquem constantemente mal-humoradas. No entanto, algumas atitudes simples podem ajudar a manter o bom humor independente dos problemas no trabalho, no relacionamento ou em casa. Para isso, a empresa MIP Brasil Farma dá cinco dicas infalíveis:

Tenha um hobbie: é essencial que você tenha uma atividade de lazer para o seu dia. Fuja de coisas que te lembre trabalho ou que aumente seu nervosismo ou ansiedade. Escolha algo que ajude a relaxar: ioga, artesanato, meditação, desenho e pintura, por exemplo, são exercícios que “desligam” a mente e ajudam a desestressarDurma bem: para quem tem horários de descanso irregulares ou aqueles que dormem menos do que sete horas por noite já começarão o dia mais cansados, o que pode causar mau humor. É importante ter uma “rotina de sono”, ou seja, dormir e acordar nos mesmos horários, mesmo aos finais de semanaAlimente-se bem: ficar sem comer por muito tempo ou ingerir produtos industrializados em excesso reduz os níveis de glicose, podendo afetar o humor de forma negativa. Existem diversos alimentos que podem melhorar o ânimo, pois estimulam a produção dos neurotransmissores responsáveis pelo prazer, como a serotonina e a dopamina. Um bom exemplo são as fibras, um dos responsáveis por essa sensação de bem-estarCuide do seu corpo: para levantar o astral, o cuidado tem de ser no corpo inteiro. Comece fazendo um exercício físico, pois as atividades dão estímulo cerebral para a liberação de uma substância chamada endorfina, que cria uma sensação de prazer. Você pode optar por pilates, natação, dança, musculação, ou qualquer outra atividade que mais combine contigoViaje mais: Viajar e conhecer novos lugares e culturas deixa qualquer um mais animado e de bem com a vida. Tente viajar sempre que for possível: vale ir para um sítio no fim de semana ou ir para um lugar distante nas férias com sua os amigos ou familiares
(Thinkstock)

Enxaqueca: o que devo comer para acabar com as crises?

A enxaqueca afeta homens e principalmente as mulheres e para piorar, aproximadamente 95% das pessoas terão pelo menos uma crise de enxaqueca ao longo da vida. Sabendo que algumas comidas podem agravar os sintomas da doença, especialistas recomendam que sejam evitadas algumas substâncias, ao mesmo tempo em que incentivam o consumo de outras, que poderiam ser poderosos alimentos contra enxaqueca.

Semente de linhaça, atum, sardinha, salmão ou cavala, porque são ricos em ômega 3, que é ajuda no controle das crises durante o período menstrualCastanhas, amêndoas e amendoim: ricos em selênio, diminuindo o estresseAlimentos como a banana, erva-cidreira, maracujá, pão, arroz, feijão e granola, porque contêm triptofano, ajudando a liberar serotonina e proporcionando sensação de bem-estarOrégano, cravo, canela e gengibre têm anti-histamínicos, que inibem a produção de prostaglandina, responsável pela sensação de dorAmêndoas, avelã, castanha-do-pará, amendoim, alcachofra e espinafre possuem magnésio, importante combatente da enxaqueca no período menstrualFeijão, lentilha e grão de bico são ricos em vitaminas do complexo B, que ajuda a prevenir a enxaqueca
Crédito: Thinkstock

10 dicas para reduzir inchaço durante a menstruação

As pernas, mãos e o abdômen são as partes do corpo que mais sofrem com o inchaço na menstruação. Segundo o  cirurgião vascular Guilherme Peralta, essa é uma característica natural do período e acontece por causa dos hormônios femininos. "O aumento especialmente da progesterona ativa um outro hormônio chamado adosterona, que tem influência direta na função dos rins e promove a retenção de líquidos, fazendo com que o corpo da mulher fique mais inchado, especialmente perto da menstruação", explica.

Realizar atividades físicas regulares e não suspender a prática durante o período menstrual.Beber bastante água. "Quanto mais água se ingere, mais há estimulo à eliminação", diz.Comer frutas ricas em água, como melancia, melão e pêra.Evitar a ingestão de sal em excesso.Ter cuidado também com refrigerantes zero, comidas industrializadas, conservas, biscoitos, entre outros, que têm muito sal. Evitar, ainda, a ingestão de açúcares e carboidratos em excesso.Tomar chás diuréticos, como chá de carqueja, hibisco ou chá verde, que podem ajudar muito.Repousar e dormir à noite com as pernas elevadas. Fazer drenagem linfática também pode ajudar muito.Em casos mais graves, e somente com avaliação e prescrição medica, pode ser feito uso de diuréticos e medicações.
Crédito: Thinkstock

Riscos da pílula: anticoncepcional aumenta chances de ataque cardíaco

Algumas pílulas anticoncepcionais podem aumentar o risco de ataque cardíaco. Isso acontece, segundo o ginecologista e obstetra Jurandir Passos, do Delboni Medicina Diagnóstica, devido a duas formas de complicações vasculares causadas pelo contraceptivo: a trombose venosa e a arterial, sendo a primeira muito mais comum do que a segunda (um caso de trombose arterial para cada 5 a 10 casos de trombose venosa). 

(Thinkstock)

5 roupas que estão detonando a saúde da sua vagina

Em ocasiões especiais é comum que as mulheres queiram se sentir bonitas e sensuais e apostem em roupas sexy. Porém, o que muitas delas não sabem, é que determinadas peças podem fazer mal à saúde da vagina e não devem ser utilizadas diariamente. Conheça quatro itens do seu guarda-roupa que você deve usar com moderação.

Calça jeans: O uso contínuo da peça pode ser prejudicial para a transpiração da região íntima e causar desequilíbrio na flora vaginal, ocasionando corrimento. A situação ainda pode piorar em dias quentes e se a calça for muito justa, alerta a ginecologista e obstetra Erica MantelliLingeries rendadas: Procure usar estas peças apenas nas ocasiões especiais, pois elas não absorvem a umidade e pode acabar favorecendo o surgimento de problemas com fungos e bactérias. As calcinhas de algodão são as ideais para absorver a umidadeCalcinha de tecido sintético: As peças que não são 100% algodão acabam abafando a região da vagina. Isso pode dificultar a circulação de ar, tornando o ambiente úmido e propício à proliferação de fungos e bactérias. Além disso, o tecido pode causar irritações na peleCalcinha fio-dental: De acordo com a ginecologista Claudia Leitão, usar a calcinha fio dental diariamente é perigoso, pois pode causar feridas locais devido ao atrito com o tecido. A peça ainda pode dificultar a respiração da pele e deixar a vulva mais exposta, além de facilitar infecções e agravar o risco de doenças como a hemorroidaCalcinhas coloridas: Segundo a Dra. Erica Mantelli, dependendo da cor, a calcinha pode soltar substâncias químicas com corante, provocando irritações. Por isso, o mais recomendado é sempre o branco de algodão
Thinkstock

6 partes do corpo que você se esquece de hidratar- mas não deveria

Manter a pele hidratada não é apenas uma questão de estética. Com o inverno chegando, a pele necessita de cuidados especiais para poder proteger e evitar infecções. O frio é responsável por deixar a pele desidratada com mais facilidade, por isso, saiba quais são as partes do corpo que você não deve esquecer de hidratar.

Cotovelos: por permitir o movimento das juntas, o cotovelo é uma parte do corpo muito flexível, e por ficar exposto aos efeitos externos deve ser hidratado diariamente. Quando estão ressecados os cotovelos tendem a ficar rachados, ásperos e com coloração escura.Joelho: a cor escura e aparência ressecada do joelho podem ser associadas às atividades físicas, o atrito com calça e exposição a efeitos externos, como vento, frio, ar seco e água quente. Para evitar um aspecto envelhecido e ressecado, hidrate os joelhos logo após o banho para que o creme penetre melhor. Calcanhares: o calcanhar é uma área muito sensível do corpo por isso resseca com mais facilidade, deixando a pele dessa região áspera e rachada. A falta de hidratação nos calcanhares pode fazer com que eles fiquem machucados, já que servem de apoio e sofrem com o atrito. Cutículas: elas servem de barreira natural para proteger as unhas de doenças e infecções, por isso devem sempre estar bem hidratada.Pescoço: como está exposto ao efeitos externos, o pescoço tende a ficar ressecado e assim ter envelhecimento precoce. Além do hidratante é importante passar protetor solar para manter a pele do pescoço saudável e com aspecto jovem. Pés: eles também precisam de atenção já que ficam expostos todos os dias a atritos de sapatos e de agentes externos. Aposte em hidratantes mais densos para ajudar a deixar o seu pé sem rachaduras.
(Thinkstock)

Asma em crianças: 4 mitos que os pais precisam desvendar

A asma afeta pessoas de todas as idades, mas as crianças são as maiores vítimas da doença, principalmente com as temperaturas mais baixas. Este problema acaba preocupando muito os pais dos pequenos, que vão em busca de tratamentos e procuram manter a qualidade de vida deles. No entanto, alguns mitos sobre a asma acabam afligindo ainda mais os responsáveis.

Crianças com asma devem evitar bebidas geladas e estar sempre muito agasalhadas: Segundo a especialista do Hospital Infantil Sabará, as crianças que têm asma devem levar uma vida normal e sem restrições. “Os pais devem ter o mesmo tipo de cuidado com roupas adequadas para as temperaturas para as crianças que sofrem ou não com o problema”, esclareceBombinhas fazem mal para o coração: A médica pontua que este é um grande mito sobre a asma. “As bombinhas são a melhor apresentação para aplicação de medicamentos na asma, desde que seu uso seja indicado e monitorado pelo médico. Ela age diretamente no órgão-alvo (os pulmões), ocasionando menos efeitos colaterais do que os medicamentos de uso sistêmico”, explicaAs bombinhas viciam: Dra. Fátima esclarece que este é outro mito: “A medicação via inalatória bem orientada não causa qualquer dependência física ou psicológica do paciente”Asmáticos não podem praticar esportes: Na verdade, para quem tem asma o indicado é praticar esportes, a fim de auxiliar no tratamento. “Pacientes portadores de asma devem praticar exercícios aeróbicos para melhorar o condicionamento físico. As atividades são grandes aliadas do tratamento”, ressalta
Thinkstock

Pé diabético: o que é e 9 cuidados necessários

Você vem sentindo formigamento, dormência ou queimação nos pés? Caso você tenha diabetes e tenha notado uma perda de sensibilidade, além desses sintomas, é recomendável que procure um médico. Esses sinais correspondem à doença pé diabético, que pode ser controlada ser for tratada da forma correta. Ela também pode causar dores, fraqueza e sensação de agulhadas, sintomas que podem se agravar durante a noite.

Portadores de diabetes: pacientes com o tipo 1 e 2 devem passar por uma avaliação médica regularmenteExamine o seu pé: é importante examina-los diariamente. Alterações de cor, cortes e calos são um dos sintomas.Proteja seus pés: lave-os todo dia durante dois ou três minutos, usando sabonete e água térmica.Mantenha os pés limpos: é preciso manter os pés higienizados com água morna, e usar uma toalha macia sem esfregar a pele. Pés hidratados: é importante manter a pele hidratada. Evite passar o creme entre os dedos e nas unhas.Usar meias sem costura: o tecido deve ser algodão ou lã, e é recomendável evitar tecidos sintéticos.Cortar as unhas: antes de cortar as unhas certifique que eles estão limpos. Cuidado na hora de corta-las, use um alicate apropriado ou uma tesoura de ponta redonda. Não tire a cutícula.Calos: não use abrasivos, é melhor conversar com um profissional sobre a possível causa do aparecimento.Calçados: opte por sapatos fechados, macios e confortáveis, que ofereçam firmeza. Evite utilizar sapatos novos por mais de uma hora por dia até que eles fiquem macios.