Bem-Estar

(Thinkstock)

5 atitudes para não ter varizes no futuro que você deve colocar em prática hoje mesmo

Varizes são comuns em todas as faixas etárias e são incômodas tanto para homens quanto para mulheres. Dados recentes apontam que 40 milhões de brasileiros sofrem com este problema, que está associado a diversos fatores, como o excesso de peso, ficar muito tempo em pé e o uso exagerado de salto alto, no caso das mulheres.

Crédito: Thinkstock

6 alergias mais estranhas: ao sêmen, ao sol e mais bizarrices que você pode ter

São muitas as causas de alergias, que podem ser tanto genéticas como desencadeadas por infecções virais, alimentos, aditivos alimentares, corantes alimentares e sol. Até mesmo quem nunca teve nenhum problema do tipo pode desenvolvê-lo ao longo da vida, já que existe no organismo um "gen mutante" que, espontaneamente, pode deixar de estar em repouso e entrar em atividade. "Essas doenças podem ocorrer em qualquer sexo ou faixa etária", diz o médico Luiz Werber-Bandeira, chefe da Unidade de Imunologia Clínica e Experimental da Santa Casa do Rio de Janeiro.

Água quente: "Nesse caso, quando a temperatura corporal aumentar pelo menos 1ºC a pessoa apresentará placas vermelhas pelo corpo. Isso pode ocorrer também nos momentos de estresse, ansiedade, intensa modificação emocional com alegrias e/ou perdas", diz.Água fria: Ocorre também a reação tipo urticária, seja em banhos frios, água do mar ou piscina, bebidas geladas e com pedras de gelo.Sol: É uma doença rara e as reações estão relacionadas com a hora do dia em que há o contato. "Uma breve exposição ao sol (1 a 3 minutos) desencadeia um quadro de urticária e as lesões desaparecem entre 1 a 3 horas após a exposição. Quando extensas áreas são expostas ocorrer reações mais sérias, com quadro de hipotensão e desmaios", explica.O tratamento é o uso de protetores solares. "O de óxido de zinco ou óxido de titanium são os mais indicados. Em alguns casos o uso de betacarotenos pode controlar as reações", afirma.Sêmen: Esse quadro de alergia é prevalentemente encontrado em mulheres alérgicas e o contato da mucosa ginecológica e com a pele pode desencadear quadro de urticária local. Nesses casos, há necessidade do uso de preservativos em todas as relações. Se houver também reação alérgica ao látex do preservativo, há a opção dos preservativos sem látex.Roupas íntimas: É uma alergia que costuma estar relacionada ao pigmento das cores. "Pessoas que apresentam alergia ao níquel, por exemplo, podem desencadear reação local com contatos com roupas de cor azul escuras, pois é utilizado níquel nessas colorações. Pode ocorrer também alergia por contato ao látex utilizados nos elásticos", explica.Suor: A urticária causada pelo suor é diferente da urticária pelo calor. "No caso da urticária ao suor, parece haver a produção de uma proteína, ainda não identificada, que é liberada quando ocorre a sudorese, fazendo com que a pessoa produza anticorpos do tipo IgE direcionados à proteína e surjam manchas vermelhas", conta.
(Thinkstock)

Bichectomia: plástica de bochechas faz parecer mais magra, mas pode atrofiar o rosto

Um procedimento cirúrgico antigo, que agora parece ter sido redescoberto principalmente pelas mulheres, promete reduzir as bochechas de pacientes que têm algumas “gordurinhas” a mais na maçã do rosto. Mas é preciso atenção, pois ele não é indicado para todos e pode causar danos à face caso não seja feito adequadamente.

(Thinkstock)

5 erros que acabam com os seus joelhos e você comete diariamente

Dores nos joelhos são reclamações constantes em consultórios de médicos ortopedistas. Importante articulação, a região pode sofrer com os desgastes do dia a dia e, dependendo da atividade realizada, pode levar a uma lesão mais grave.

Thinkstock

Calcinha errada pode deformar o corpo e dar celulite. Veja como evitar o problema

Você provavelmente já percebeu que a textura do tecido da sua lingerie fica marcada em sua pele quando você a retira e, embora não costume dar muita atenção a esse sinal, é importante saber que ele pode impactar sua saúde, principalmente se você já começou a notar que essas marcas demoram muito para desaparecer.

Crédito: Thinkstock

Qual é o melhor anticoncepcional? Veja dicas de médico

A variedade de métodos contraceptivos é grande e conhecer cada um deles e a forma como agem no organismo é importante para saber escolher o mais adequado. Essa escolha deve ser feita somente por um médico ginecologista, que saberá avaliar cada paciente, pois a efetividade de um método varia de mulher para mulher. “Não há método específico único que seja ‘o’ melhor para todas as mulheres. A decisão deve ser feita entre o médico e a paciente frente às condições e preferências específicas de cada uma", afirma o ginecologista Marcelo Steiner.

Crédito: Thinkstock

Calos nos pés: dicas para acabar com eles de uma vez por todas

Além de provocar bolhas e desencadear lesões como o joanete, o uso de sapatos apertados também causa o surgimento dos calos. Também comuns nas mãos de quem pratica atividades repetitivas e de esforço, como a musculação, os calos podem incomodar bastante.

Crédito: Thinkstock

Como escolher colchão: dicas comprar o tipo ideal

Para ter uma boa noite de sono e acordar com o corpo revigorado é preciso tomar alguns cuidados, como escolher o colchão ideal.